A maioria das pessoas vive física, intelectual ou moralmente, num círculo muito restrito do seu ser potencial. Elas fazem uso de uma parte muito pequena de sua consciência possível.


( William James)


terça-feira, 20 de setembro de 2011

O VERDADEIRO TRABALHO



O medo nada mais é do que falta de confiança na existência. Existência que se faz caminho através da vida terrena onde todas as possibilidades nos é dada para desenvolver nossos dons como particulas integrante da unidade cósmica onde todos nós, todas as formas de vida terrena são energias irmãs. Na caminhada espiritual muitas vezes descemos as profundezas de nossa inconsciência desta verdade, para sofrermos tudo o que na inconsciência achamos ser merecedores, mas que há um tempo também para que possamos acordar e nos libertar dos apegos que temos na imaturidade. Maturidade espiritual é a única chave para nos libertarmos das amarras ilusórias que se veste muitas vezes de necessidades terrenas ou satisfação do ego que se omite sobre variadas formas e que na inconsciencia é impossivel ser perceptível.

Tudo é matrix e a matriz é a mente, o campo de todas as possibilidades invisíveis que só materializará os pensamentos e sentimentos predominantes mesmo inconscientes induzidos pela sugestão de forças involutivas ou do próprio ego. Discernimento é a separação do que te pertence como espirito livre no caminho evolutivo, e o que pertence a desejos mesquinhos da matéria. O mal é uma ponte para a luz cósmica pois, não há evolução sem sofrimento para a imaturidade. Se você é maduro tudo flui fácil, pois a maturidade verdadeira se demonstra na percepção de unidade, vivência na integridade sem rejeição de parte alguma.

A dualidade é criação da mente que se acha ter vida própria, ser a melhor e mais inteligente, a mais completa e a mais ''útil'', desfazendo dos outros seres como ''coisas'' secundárias apenas necessárias para a própria satisfação. Mentir é falar pela mente e não pelo coração, no coração está a verdade da jornada que nós próprios escolhemos percorrer nesta dimensão. Não há a quem julgar, não há a quem culpar pela vida que levamos ou acontecimentos que nos atingem em vida terrena. Veja, todos nós sabemos que há tantos bilhões de mundos pela galáxia a fora perfeitos e outros tantos trevosos que apenas funcionam pela única lei que REALMENTE existe, ONDE SEMELHANTES ATRAEM SEMELHANTES.

Se estamos neste jogo evolutivo tentando despertar do mundo de domínio, guerras, sistema capitalista piramidal, luxúria onde muitos tem pouquíssimos recursos para sobreviver e pouquíssimos tem uma fortuna para atender seus desejos físicos terrenos não se preocupando com a coletividade, seria ideal este momento planetário para fazer um auto estudo do que temos em nosso inconsciente, do que pensamos no decorrer dos dias de nossas vidas, no que pensamos dos outros que nos magoaram, do que pensamos de nosos vizinhos e parentes, e o mais importante O QUE PENSAMOS DE NÓS MESMOS perante o mundo ou seja, o mau da comparação que nos faz lutar e estar numa frente de BATALHA IMAGINÁRIA que nos fazem reféns de ofícios que muitas vezes contradizem nossa essência, só porque nossa mente egoica exige posições para dominar e ter posses de coisas e pessoas. Assumir como nossa responsabilidade que todas as pessoas que nos chateiam ou causam desconforto de certa forma, nada mais são do que uma projeção ou criação mental que surgiu em determinado momento da inconsciência em desequilíbrio visando nos trazer para o equilíbrio e evolução cósmica, não é sempre fácil pois, exige auto conhecimento e força.

Nada é errado e tudo é caminho para o equilíbrio que chegará mais cedo ou mais tarde dependendo de nossa pré disposição para a compreensão do MAIOR ou do TODO que muitos dizem ser Deus, mas que nada mais é que o vosso próprio poder de realização interior, seja ele consciente ou inconsciente.

Humildade não é ser bobo ou bom tendo como pano de fundo, a falsa pretensão de ganhar lugares iluminados ou jardins do éden após a morte. Muito pelo contrário, o verdadeiro sinal de maturidade e humildade espiritual é o de dominar os próprios desejos, a própria personalidade ilusória. Dominar a si mesmo é acordar dons adormecidos pelo orgulho, que trará de alguma forma auxilio aos demais irmãos de caminhada que os fará sair do sono profundo da mente.

A jornada evolutiva não tem pressa, o caminho é SOMENTE dentro de cada um de nós. Saber que esferas de luz, anjos, deuses, messias nada mais são do que a criação coletiva do todo que tem a necessidade de recriar a si mesmo para alcançar a evolução cósmica na unidade, nem sempre é confortável pois, só faz cair sobre o colo de cada ser humano a responsabilidade de guiar os póprios passos sob pena da ação e reação sem a idéia de que terá alguém amparando ou passando a mão em nossas cabeças como criancinhas despreparadas num planeta de gente ruim.

''Todos são maus e feios menos eu, eu sou bom'' diz a mente egoica... muitos querem trazer a paz ao planeta achando ser o escolhido ou um ser especial, mas só de estar preso ao jogo mental coletivo criado pela mente que resultou neste planeta, mostra que não há seres especiais. Ninguém é salvador da pátria e ninguém tem que tentar trazer paz aos outros SE NÃO A SI MESMO. A única missão de cada um é sentir amor por si mesmo como exatamente é, é trazer paz ao próprio espirito e ter aceitação pela própria condição para daí, e somente a partir disso criar e manter pensamentos de ''planetas'' perfeitos ou anciar a infinitude cósmica livre de qualquer lei mental. Livre para ser o que sempre foi : AMOR INCONDICIONAL.


Todo mundo muda pois ninguém é pedra...mas até mesmo a pedra um dia poderá virar areia.



Um comentário: