A maioria das pessoas vive física, intelectual ou moralmente, num círculo muito restrito do seu ser potencial. Elas fazem uso de uma parte muito pequena de sua consciência possível.


( William James)


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012



De certa forma, ela é muito simples, não tem a menor complexidade – nada de rituais, nada de dogmas, nada de filosofia hipotética.
É aproximação muito simples e direta em direção à vida.

A pequena palavra “amor” pode conter a vida.

Não importa quem você ama – é irrelevante saber a quem seu amor se dirige. O importante é que você deveria amar 24 horas por dia, assim como respira.
Da mesma forma como a respiração, o amor não precisa de objeto.
Às vezes você respira perto de um amigo, às vezes ao lado de uma árvore e outras vezes enquanto nada numa piscina.
Do mesmo modo, você deveria amar.
O amor deveria ser seu centro interior de respiração, deveria ser tão natural quanto respirar.
Na verdade, o amor tem com a alma a mesma relação que a respiração tem com o corpo.”

OSHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário