A maioria das pessoas vive física, intelectual ou moralmente, num círculo muito restrito do seu ser potencial. Elas fazem uso de uma parte muito pequena de sua consciência possível.


( William James)


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

NADA É IMPOSSÍVEL PARA UM CORAÇÃO CONFIANTE!



"Se você tem o coração que confia, nada é impossível — até mesmo Deus não é impossível. Mas você precisa ter um coração confiante. Uma mente confiante não adiantará, porque estruturalmente a mente não pode confiar. Ela é incapaz de confiar. A mente só pode duvidar; a dúvida é natural para a mente, é intrínseca à mente. A cabeça nada pode fazer a não ser duvidar. Assim, se você começar a forçar crenças à cabeça, essas crenças só esconderão suas dúvidas. Nada acontecerá através delas. E é aí onde estão muçulmanos, cristãos, hindus, jainas; a crença deles é mental — e a mente é incapaz de crer.

Para a mente, crer não é possível; a mente pode apenas duvidar. A dúvida cresce da mente como as folhas crescem das árvores. A crença surge no coração. O coração não pode duvidar, só pode confiar. Assim, a crença mental — acredito na Bíblia, acredito no Alcorão, acredito no Das Kapital, acredito em Mahavira, ou Moisés, ou Mao Tse Tung — é apenas um falso fenômeno. A cabeça pode apenas criar falsidades, substitutos. Você pode permanecer comprometido com elas, mas sua vida será desperdiçada. Você permanecerá uma terra árida, um deserto. Você nunca florescerá, nunca saberá o que é um oásis. Não conhecerá o menor contentamento, a menor celebração. Assim, quando digo que crer pode tornar coisas impossíveis em possíveis, refiro-me a crer pelo coração — um coração inocente, o coração de uma criança que não sabe como dizer "não", que conhece apenas o sim — mas não o "sim" contra o "não". Não que a criança diga "não" por dentro e "sim" por fora; isso é da cabeça.

Essa é a maneira da cabeça; sim por fora, não por dentro, não por fora, sim por dentro. A cabeça é esquizofrênica. Nunca é total e una. Quando o coração diz "sim" ele simplesmente diz "sim". Não existe conflito, não existe divisão. O coração está integrado com o seu sim; essa é a verdadeira crença, confiança. É um fenômeno do coração. Não é um pensamento, mas um sentimento, e, essencialmente, nem mesmo um sentimento, mas um estado de ser.
No início, a confiança é um sentimento; em seu florescimento final, é um estado de ser."

OSHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário