A maioria das pessoas vive física, intelectual ou moralmente, num círculo muito restrito do seu ser potencial. Elas fazem uso de uma parte muito pequena de sua consciência possível.


( William James)


segunda-feira, 22 de julho de 2013


Vocês se esqueceram disso. Mas foram vocês mesmos em Espírito, que criaram essa realidade que vocês conhecem. Você mesmo em Espírito, resolveu experimentar essa experiência da dualidade, da separação e da dissociação para com a sua Fonte. Devido a isso, bilhões de pessoas levam vidas e mais vidas ajoelhados diante um Deus exterior, adorando imagens e idolatrando projeções do seu próprio mental. E na maioria das vezes está envolvido o medo de ser castigado e punido por essa projeção. Isso acontece porque você é um julgador, e aquele que julga, será julgado; por ele mesmo. Por que TODA vez que você age de forma não condizente com o que você É em Verdade, a sua Consciência, o seu Eu Superior te avisa que aquela atitude não é você. É difícil para você largar as muletas? É difícil se levantar e dizer, Eu Sou o Eterno, Eu Sou o Criador, Eu Sou FONTE. Isso é absolutamente normal, é pra ser assim, você criou para ser assim. Tente entender o seguinte.

Você é o ABSOLUTO. Você nunca nasceu. Você é o Eterno imutável. O Imanifesto.

Sabendo isso, e querendo se manifestar, há o Manifesto. Toda a Criação. "É o instinto de exploração, o amor do desconhecido, que me trás para a existência. " Agora você é a testemunha, o observador. Tudo foi criado para você e por você. Mas você se esqueceu. Você se esqueceu que o verdadeiro milagre é a Vida. E por isso você abriu mão dela, você abriu mão de viver. Você prefere continuar sendo um romano/babilônio, e servindo a um sistema de competição e segregação, por dinheiro.

 Você tem medo de largar tudo e encarar o amanhã como ele realmente é, desconhecido. O seu medo e a sua insegurança faz você trabalhar a vida inteira, faz você ter seguro disso, seguro daquilo; poupança, etc. O seu ego, o seu mental, é um medroso. E por isso ele está sempre tentando se proteger do amanhã, porque ele tem medo.

Mas Jesus Cristo veio nos lembrar quem somos nós. Ele veio nos tirar desse sono profundo. E ele nos diz que o pássaro não se preocupa com o que ele vai comer amanhã, e no entanto, o Pai sempre provém. E se o Pai há de prover para os animais, por que ele não haveria de prover para o ser humano? A diferença é que o animal não possui um ego, não possui um mental. Então ele não está dissociado da Fonte, não está dissociado do Cosmos. Já o homem quis viver essa experiência, esse desafio de esquecer-se de si mesmo, para tentar superar o maior desafio de todos, descer nas camadas mais baixas da Criação, nos planos dimensionais os mais densos, para ter a oportunidade de dizer: Eu vim, vi, e venci.

A hora é agora, o momento é esse. O amanhã nunca chega, sempre vai ser o amanhã. Tudo que existe é ESTE MOMENTO. E se você quiser começar a experimentar o Eterno, a Morada da Paz Suprema, e começar a recordar que você é, Aquilo Que Tudo É. Feche os olhos e leve a sua consciência para o centro do seu peito, para o centro do seu Ser. Fique um tempo por lá, e perceba que a sua verdadeira Morada está no Coração, está no Ser. E não no ego/mental, não no fazer. Simplesmente Seja, e retorne para a sua Fonte. Deixe de ser aquela criança imatura e rebelde e retorne como o filho pródigo. O Pai está sempre aí, esperando a oportunidade de banhar todo o seu Ser. Então permita que esse ego queime no Fogo do Coração. Porque ele sempre quer ser grande, mas é apenas sendo o menor de todos, que se pode ser Grande de Verdade.

(Nisargadatta Maharaj)

Nenhum comentário:

Postar um comentário