A maioria das pessoas vive física, intelectual ou moralmente, num círculo muito restrito do seu ser potencial. Elas fazem uso de uma parte muito pequena de sua consciência possível.


( William James)


terça-feira, 8 de outubro de 2013

COM O QUE VOCÊ RESSOA?




Durante uma propaganda comercial de um novo filme, eu ouvi o locutor dizer: “Todos entrarão em ressonância com este filme.” Isto realmente atraiu a minha atenção, não porque eu achasse que o filme fosse bom, mas porque eles usaram a palavra “ressoar”. Isto significa estar alinhado com, na mesma frequência de, compartilhar uma vibração e é um termo que define os nossos novos modos de nos conectarmos com o outro. Ressonância é a nossa maneira de determinar como nos conectamos com pessoas e situações e com o que podemos nos conectar, porque agora, mais do que nunca, se não houver ressonância, não haverá possibilidade ou potencial para a conexão. 


 Quando todos estavam mais ou menos no mesmo nível energético e frequência, não pensávamos em ressonância e não havia realmente nenhuma razão para isto. Havia pessoas e situações para as quais éramos naturalmente atraídas e outras que evitávamos, coisas que nos faziam sentir bem ou mal, que gostávamos ou não. Mas, porque agora nos conhecemos como seres energéticos, a nossa consciência das diferentes frequências e vibrações, é muito mais forte. 

 A dádiva de nossa consciência energética intensificada é uma maior sensibilidade com as diferenças entre as frequências, bem como com a ilimitada oferta de frequências da qual podemos escolher. E este novo foco torna difícil, se não impossível, ressoar com o que não se equipara a nossa própria frequência energética. Isto leva todas as conexões ao nível de frequência e vibração, e é onde escolhemos quem pode ou não se conectar, com base com o que ressoamos. Para alguns, isto pode ser uma triste constatação que transcendemos a nossa ignorância de tudo da 3D, mas como nos “sentimos” em relação a alguém ou algo, ou como agimos anteriormente com base em nossos compromissos, responsabilidades ou obrigações? Agora, trata-se de ressonância e de energia, e cada conexão que fizermos estará em resposta a uma das duas questões: 

 1 – Será que eu ressoo com esta pessoa, lugar ou coisa? 

 2 – Será que esta pessoa (lugar ou coisa) pode estar em alinhamento com a minha energia e há um espaço para eles em meu campo energético ou espaço energético? 

No passado, gostaríamos de manter um espaço energético para aqueles com diferentes freqüências energéticas, dando-lhes uma oportunidade para que nos “alcançasse” ou atingissem um nível similar. 

 Não mais fazemos isto, porque as diferenças energéticas são muito grandes e a responsabilidade está em cada um de nós individualmente de escolhermos a nossa frequência e com o que ressoamos. Ao darmos a alguém a dádiva de mantermos o espaço energético para ele, foi algo que escolhemos fazer como parte do nosso caminho de cura com ele, mas é algo que não mais podemos fazer, porque isto interfere com o seu caminho e com o nosso também. Estamos agora no fundo de uma transição que somente tem um movimento para frente. Não há como voltar atrás e não há nenhum retorno a que recorrer. 

 Os aspectos mais densos dos paradigmas da 3D se foram e mais deles estão caindo a cada momento. Eles estão sendo substituídos por um novo conjunto de paradigmas de frequência mais elevada e mais leve, que estão disponíveis para que investiguemos e escolhamos o que corresponde a nossa energia e com o que ressoamos. É por isto que não mais mantemos o espaço energético para outros, porque eles não podem escolher o que ressoa com eles. Eles escolherão o que ressoa com a pessoa que está mantendo o espaço para eles. E isto é algo que eles não podem sustentar, não tem valor e nem significado para eles, não ressoa com eles, com o seu caminho de vida, com a sua energia ou propósito de vida. A Ressonância é um aspecto da multidimensionalidade que devemos aprender a usar. É parte de nosso paradigma da Nova Terra e é o ponto a partir do qual iremos criar tudo em nossa vida, a partir deste ponto em diante. 

 Será cada vez mais difícil para nós estarmos conscientes, escolhermos e nos conectarmos com algo com que não ressoamos. Quando usarmos a ressonância para fazermos as nossas escolhas, lembremo-nos de que tudo é energético e que ao fazermos escolhas que se baseiam na ressonância nos mantêm no âmbito de nossa intenção, de modo que tudo que manifestamos é um aspecto de nossas intenções mais poderosas, mais sinceras para nós e para a nossa vida. 

 Mensagem de Jennifer Hoffman 

Tradução: Regina Drumond

Um comentário:

  1. Oi VB! Bem pra vc! Esse texto é realmente maravilhoso e ao mesmo tempo desafiador pra o entendimento em nossas nuances energéticas! Vemos a cada dia essa separação.Pessoas desfazendo todos os tipos de laços e unido-se a outras,como se realmente essas frequências ressoassem agora instantâneamente pra cada um!Pessoas que estiveram em nossas vidas por tanto tempo e se vão como se nunca tivessem "frequentado".Para alguns,outras uniões ressonantes,outras a visão tão dissonante não percebida!Outros solidão,na compreensão e nesse entendimento!Pra muitos um experimento novo,outros a dúvida sobre o grau da novidade e poucos,apenas assistindo de camarote essa consciência(será mesmo nova? Rs..) lentamente se redistribuindo!!!!
    Abraço Fraterno

    ResponderExcluir