A maioria das pessoas vive física, intelectual ou moralmente, num círculo muito restrito do seu ser potencial. Elas fazem uso de uma parte muito pequena de sua consciência possível.


( William James)


sexta-feira, 15 de abril de 2011

SE NÃO FOR LIBERTÁRIA, TODA PEDAGOGIA É AUTORITÁRIA

Olá amig@s!!

quero compartilhar com vocês mais um blog que fiz voltado a Pedagogia Libertária e temas de interesse não só aos pais conscientes desta sociedade, mas também a nós que queremos ver e ser a mudança de paradigma social. O link é:

http://pedagogiadanatureza.blogspot.com


Quem quiser compartilhar com outras pessoas e auxiliar na divulgação, ficarei profundamente grata...

Um grande abraço a todos!


terça-feira, 12 de abril de 2011

Correntes de mentiras




Já nascemos envolvidos em mentiras. Desde cedo nos acostumam. Bicho-papão, homem de areia, ladrões de crianças, figuras utilizadas pra controlar crianças pequenas através do medo – tática que se estende por toda a vida, mudando as formas. Imagens falsas, como o coelho que dá ovos de chocolate, ou a figura da maldade e indiferença ao sofrimento em nossa sociedade, a do papai noel, excrescência vestida com as cores da Coca-cola que induz ao consumo compulsivo, na época do Natal – outra mentira, esta da igreja cristã, pra fazer frente às festas do solstício, no norte da Europa -, ensinando a fazer o bem por interesse nos prêmios e evitar o mal por medo do “castigo”, em franco egoísmo. Como fazem as igrejas cristãs, sem nenhuma preocupação real com o próximo (falo apenas das instituições), além da teoria – ou diriam aos ricos que se contentassem em ser menos ricos para que não houvesse abandonados e explorados na sociedade.

São aceitos como naturais os abismos sociais - econômico, educacional, informacional, de cidadania e dignidade, de direitos e oportunidades. Amarga mentira. Esses abismos são artificiais, construídos a partir de cima, para permanecer por cima. Por cima mesmo dos governos, da política e da mídia, que constrói com a maior competência as mentiras nas quais acreditamos. A população precisa acreditar, para se deixar conduzir a sustentar e manter todo esse esquema perverso contra si mesma.
Porque é a população quem sustenta com os impostos e trabalho, quem constrói ruas, prédios e calçadas, quem instala, carrega, levanta, derruba, atende, transporta, serve, limpa, cozinha, desentope, manobra, conserta e põe a mão na massa. E é explorada e desprezada, em nossa estrutura social. Roubada em seus direitos básicos e conduzida a desejos de consumos e privilégios superficiais, alienada e narcotizada pela mídia. A parte mais indispensável, mais necessária à sociedade, é exatamente a mais maltratada, a mais perseguida, a mais explorada. E em caso de inconformação, reprimida com desrespeito e violência. Não são claros os motivos de tanta mentira? Sem ricos, a sociedade poderia ser menos injusta. Sem pobres, seria impossível. São eles a base de apoio.


Impede-se o desenvolvimento do espírito humano, pois ameaçaria o controle dos poucos dominantes sobre a sociedade. E as hipocrisias seguem, junto com a vida. A maior parte das pessoas, abestalhada entre os entretenimentos e os desejos de consumo, tem sua atenção conduzida pela mídia para longe da política – apresentada como um mundo incompreensível entre a falcatrua de muitos e o heroísmo duvidoso de poucos, a hipocrisia de muitos e a honestidade de poucos -, com algo de repulsivo, criando um clima de assunto chato, incômodo, repetitivo, no qual é desagradável pensar.
Não é à toa. Nesse mundo, o político, se manobram as marionetes do poder, se articulam os interesses das grandes empresas, se negocia com o patrimônio público. O poder econômico local (industriais, latifundiários e outros empresários "de peso"), sócio menor e servidor de gigantescas transnacionais estrangeiras e nativas, controla o aparato público, as instituições, infiltra-se no Estado através das forças políticas, compradas com financiamentos de campanhas. A partir daí, se espalha nos poderes da república em variadas relações, no judiciário, nas estatais, nos serviços públicos, nas empresas prestadoras de serviços.

A coisa pública, os bens públicos, o dinheiro público, controlados por interesses privados, fazendo fachada de democracia - só se for a "cracia do demo". Esse é o mundo dos crimes contra a humanidade, do roubo dos direitos básicos à maioria da população para privilegiar essa minoria de serviçais de luxo - que fazem pose de "superiores"- e gerar ganhos além da nossa imaginação para os pouquíssimos realmente poderosos – acima até dos Estados nacionais, a ponto de controlar as políticas públicas. Os povos precisam estar de alguma forma narcotizados, precisam ser ignorantes, desinformados, enganados, para se deixarem conduzir. Simples. Destrói-se o ensino público, controla-se o ensino particular, domina-se a mídia e o trabalho está feito. Fácil, quando se tem o governo, legisladores, altos postos do judiciário e a mídia na mão. E a garantia das forças de segurança, públicas e privadas.

Dizem que o mundo é uma guerra, a vida é uma competição e que todos são adversários, em suas áreas. Mentira. Somos irmãos seguindo a aventura da vida, nos desenvolvendo e procurando formas de resolver nossos problemas, solidariamente. Somos gregários, precisamos de harmonia, não de competição. A mídia é que nos instiga uns contra os outros, com a idéia furada de “vencedor” e “perdedor”. Nossa união apavora seus patrões. E a eficiência é tanta que mesmo entre os que se dizem revolucionários se vêem esses padrões de comportamentos e valores. Passar da competição à cooperação é um degrau da evolução humana. Dizem que felicidade é consumir, é desfrutar e usufruir de luxo e fartura. Mentira.


O mais próximo de felicidade que temos é gostar e ser gostado, é abraçar e ser abraçado, é se sentir útil à coletividade, é beneficiar os demais e confraternizar com todos, aprender e ensinar, ajudar e ser ajudado. A mídia nos induz ao consumo egoísta, ao isolamento, condiciona o valor de ser humano à posse, ao poder econômico, ao nível de consumo, e as pessoas se sentem inferiorizadas ou superiorizadas, conforme esses padrões, se envergonham ou se orgulham por esses fatores externos. Induções. Os valores reais são abstratos, estão no ser, não no ter.
É o consentimento geral o que sustenta essa estrutura. A crença nas mentiras plantadas. Acreditamos e reforçamos as correntes da nossa própria escravidão. Cada um de nós consente, em maior ou menor grau, esse estado de coisas. Cada um de nós pode começar o trabalho em si mesmo, que vai encontrar o que fazer, se for sincero consigo e tiver humildade pra encarar as próprias falhas e condicionamentos.

De dentro de si é que o trabalho de mudança externa ganha força, na profundidade das raízes, da sinceridade do sentimento. Pois é do trabalho interno que emanará a força avassaladora de uma verdadeira revolução. Cada revolucionário precisa começar o seu trabalho em si mesmo. Ou será mais um desses superficiais e arrogantes, intolerante e conflituoso, pronto a usar os recursos convencionais dessa estrutura doente, ou apenas reforçará a imagem do revolucionário chato, incômodo e indesejável.


Ninguém pode se dizer isento de induções inconscientes. Desde pequenos recebemos cargas maciças de publicidade – televisão, rádio, autidórs, folhetos, jornais, revistas, nos ônibus, trens, barcas, metrôs, nos telefones, em cartazes pela rua, na repetição dos refrões das propagandas. E dali não vêm apenas produtos e desejos de consumos. Embutidos, estão valores sociais e pessoais, objetivos de vida e esperanças, criminosas mentiras detalhadamente preparadas pelas empresas (publicitários, marqueteiros e até psicólogos, sociólogos, pedagogos e advogados) e implantados pela mídia.

Cabe a nós destruir essas correntes, desacreditando-as dentro de nós mesmos e, a partir daí, contagiar à nossa volta, até onde pudermos alcançar. Nós, os que enxergam as correntes, os que não acompanham o gado e não se deixam enganar tanto, os que nos debatemos contra as pressões e lutamos por uma sociedade menos injusta, menos perversa e menos suicida. E mais humana, mais solidária, mais cuidadosa e sincera com todos os seus membros. Enfim, uma sociedade livre das garras de elites, a serviço de todos.


FONTE: http://observareabsorver.blogspot.com
Texto de Eduardo Marinho

quinta-feira, 7 de abril de 2011

SACRIFÍCIOS HUMANOS E O FIM DO MUNDO




O sacrifício humano é uma pratica religiosa muito antiga feito por fanáticos, para ''acalmar'' os animos e desejos de ''certos Deuses''.
A prática do assassinato ritual de seres humanos foi comum a diversas culturas do mundo antigo dentre elas os povos índigenas das américas, Astecas, Incas,Toltecas, Maias, Celtas, Germânicos, Hebreus entre outros povos antigos.


Deuses estes que se auto intitulam ''senhores que tudo podem'' da criação no qual os seus ''servos'' escravos, jamais seriam ou serão como eles pois são simples ''criaturas'' dos mesmos, feitos para somente servirem aos seus caprichos do mundo físico eternamente.
O sacrifício humano ainda acontece atualmente como prática secreta em certas religiões tradicionais, por exemplo nas matanças Muti.

Arizona Wilder, de uma linhagem aristocrática francesa, tendo também ascendência irlandesa, conduziu durante décadas rituais sacrificiais satânicos para a elite dos Illuminati, envolvendo algumas das mais conhecidas figuras públicas do mundo. CLIQUE AQUI para saber mais e AQUI.
O Cristianismo acredita que a morte de Jesus foi o perfeito sacrifício que pode nos purificar de pecados.


Em toda humanidade desde os primórdios é nítido ver que as crenças são moldadas a imagem e semelhança dos desejos de tais ''Deuses''. Crenças, manipulação mental, leis, tudo absolutamente tudo o que GUIA a humanidade vem da religião na qual estes Deuses são venerados. Sem dúvida as religiões são grandes armas de manipulação mental para não sair das rédeas de tais Deuses num ciclo eterno dentro das inúmeras reencarnações,veja que a palavra religião (do latim: "religio" usado na Vulgata, que significa "prestar culto a uma divindade"), já nos remete a esta pseudo necessidade imposta no subconsciente humano como um DEVER na vida de cultuar um Deus. Definitivamente a religião nunca melhorou nada nem ninguém...

Se analizarmos toda história destas praticas fanáticas, concluiremos a necessidade destes Deuses de obter o MAIOR NÚMERO de sacríficios de CRIANÇAS MULHERES na flor da idade, DONZELAS VIRGENS no ínicio da ADOLESCÊNCIA.

O MUNDO ATUAL em que vivemos está perto do fim e todos sabem muito bem que isto não tem nada a ver com FIM DO PLANETA. Um mundo é a junção das crenças que moldam os meios de sobrevivência dos seres que ali vivem em sociedade. A natureza esta se purificando de tanta idiotice acumulada por séculos, de tantos DOMÍNIOS e maus tratos com os animais e a Terra em si.

O calendário Maia ditava o FIM do mundo deles que era exatamente envolto a uma mentalidade caótica onde tinham a extrema necessidade de domínio, escravidão e SACRÍFICIOS. E o que temos no mundo de hoje? EXATAMENTE ISSO, só que tudo foi codificado e ''disfarçado'' de uma falsa crença de ''evolução'' justamente por estes ''deuses'' e a matrix foi estabelecida.
Daí nasceu a tal da civilização com suas máquinas, poluição, toxicos, mídia, mas a ELITE continua a mesma com seus ESCRAVOS. Nada realmente mudou desde estes primórdios..Mudam-se somente OS PERSONAGENS mas a história continua a mesma.

O mundo que esta chegando ao fim é exatamente este de domínios, mundo de falsos DEUSES, mundo de escravidão, MUNDO DE MENTIRAS. Mundo de ódio, de orgulho, mundo de guerra entre DIVINDADES, fim do sistema piramidal que sempre existiu.

Se você não alimenta estes desejos dentro na sua vida, não tem o que temer pois seu mundo continuará firme e forte seja aqui ou em outras dimensões a caminho da evolução.

A verdadeira evolução não quer domínio, não exige nada, não atrapalha jamais seu livre arbítrio e não tem necessidade de ser VENERADO E EXALTADO, respeita tudo e a todos.

A consciência cósmica só sabe a linguagem do AMOR INCONDICIONAL...


Paz...

sábado, 2 de abril de 2011

Imortalidade Física - Duas Palavras Poderosas


Uma mente que foi expandida por uma nova idéia nunca retornará ao seu tamanho original. Duas palavras comuns no vocabulário de todo mundo, quando combinadas em uma idéia, se tornam uma das mais poderosas idéias do universo. Física é uma palavra bem comum. Imortalidade também é uma palavra comum. Quando você as combina, você obtém a idéia daimortalidade física. Eu tenho exposto as pessoas à idéia da imortalidade física por mais de 30 anos.
Imortalidade física significa vitória sobre a morte física. Significa maestria do corpo e da mente. Nosso Espírito já é um mestre imortal. Este simples pensamento da imortalidade física nos faz perceber que embora a morte seja popular, ela não é inevitável. A morte física é opcional. A finalidade de Jesus Cristo foi nos ensinar isso. Mas Jesus não foi o primeiro nem o último ser humano a vencer a morte. A Bíblia Hebraica trata dos cinco principais seres humanos imortais: Elias, Moisés, Melquisedeque e Enoque. No começo da história da Bíblia, todos viviam entre 500 e 1000 anos. A Índia tem seus yogues imortais. Todos os continentes têm seus imortais favoritos, incluindo os nativos Americanos. Eu fiz deste o meu projeto de pesquisa favorito nos últimos 37 anos. Por que os Cristãos morrem? Por quê? Se Jesus morreu para nos salvar do pecado e da morte?
Os fundadores e os heróis e heroínas da maioria das religiões que dominaram a morte não tem um endereço físico no planeta terra. Quando eu soube dos iogues imortais que tinham um endereço físico, eu fiquei tão excitado que não podia esperar para encontrá-los. Desde a minha primeira viagem à Índia em 1977, eu conheci mais de 8 iogues imortais cada um dos quais tem conservado seu corpo por pelo menos 300 anos. As pessoas têm que ter pelo menos 300 anos para se qualificarem para a minha pesquisa. Eu sei de muitos outros ao quais ainda não tive a oportunidade de encontrar.
Eu encontrei vários que tinham mais de 2.000 anos. Estes são os iogues que tem mantido um endereço físico no planeta Terra por mais de 2.000 anos. Eu escrevi livros sobre dois deles: Babaji e Bhartriji. As pessoas muitas vezes me dizem que depois de assistirem uma palestra ou lerem um livro meu, em que a idéia da imortalidade física chamou a sua atenção, eles não puderam parar de pensar sobre o assunto por muitos anos. Faz tanto sentido. Como as pessoas puderam ser enganadas por tanto tempo pelo sistema de crenças de que a morte é inevitável?
Depois de ensinar a verdade sobre a imortalidade física por mais de 30 anos, eu cheguei à conclusão de que a razão porque as pessoas não gostam de saber sobre isso é porque isto envolve um pouco de trabalho espiritual e mudança pessoal. A imortalidade física é o resultado natural para uma mente repleta de sabedoria e vitalidade.
As três causas básicas da morte são:
  1. Ignorância
  2. Poluição da Energia Emocional
  3. Dieta Pobre
Por isso, para dominar a morte você tem que fazer três coisas:
  1. Dominar a idéia da imortalidade física, que envolve viver a partir do Espírito, nossa divindade natural.
  2. Livrar-se de nossa própria ânsia de morte, que nós recebemos de nossos pais e encorajar todas as pessoas em nosso meio a fazer o mesmo. Aprender como manter o nosso corpo de energia & mente emocional limpos e equilibrados através de práticas de purificação espiritual.
  3. Aprender o poder da nutrição e do jejum e outros hábitos simples e prazerosos para nos dar a maestria do corpo. Tornar-se vegetariano é básico!
Dominar as práticas espirituais é mais fácil do que viver uma vida miserável que leva à sepultura. Na realidade, práticas espirituais adequadas são prazeres supremos e enriquecem todos os prazeres de viver. Na medida em que eu estudava as vidas dos meus amigos yogues imortais, eu comecei a perceber que se tornar um iogue imortal não é difícil; é apenas aceitar um foco diferente. As pessoas morrem porque elas se matam.
O maior inimigo do ser humano tem sido e sempre era a ignorância. E a pior forma de ignorância é a hipocrisia ou farisaísmo – pensar que sabemos o bastante. Pessoas hipócritas ou farisaicas estão assassinando sua própria divindade natural e são culpadas pelo assassinato da divindade natural de todos à sua volta. É o pecado de comer da árvore da fruta do conhecimento e se render naturalmente à maldição pessoal da morte. A Bíblia diz, “Deus não quer que ninguém pereça, mas que todos alcancem a sabedoria da penitência.” Penitência significa mudar a nossa mente. A penitência não é nem difícil nem desagradável. Na verdade, é excitante, inspiradora e produz prazer, alegria e êxtase. Se Deus tivesse feito o caminho para a vida eterna difícil, Ele seria um sádico que teria nos condenado à miséria eterna. A única coisa difícil nisto é abandonar o nosso vício da miséria. A mudança nos dá a imensa satisfação da realização.
Práticas simples de purificação espiritual como tomar banho duas vezes ao dia, respiração consciente de energia, purificação pelo fogo, um sistema de exercícios, uma dieta consciente, relacionamentos amorosos e a maestria de um mantra são os denominadores comuns básicos do estilo de vida de todos os mestres imortais que eu conheci. Estas práticas espirituais com terra, ar, água e fogo podem limpar a mente mais rapidamente do que a mente pode limpar a mente. Elas são a mágica da cura. No processo de adquirirmos o domínio sobre elas nós devemos desenvolver um equilíbrio entre a solidão e o serviço.
Eu escrevi muitos livros sobre a imortalidade física e sobre os princípios práticos para vender a morte e eu recomendo que você leia todos eles e use os meus áudios repetitivamente se você está interessado em maestria pessoal. Mas todos os anos eu tento colocar esta simples verdade em um artigo, de uma forma clara e fácil para as pessoas entenderem.
Qualquer um pode ler ou ter o artigo lido para si e com isso ter a sua mente expandida para receber a alegria que esta incrível idéia traz. Ela solta a sua criatividade e libera uma enorme reserva de energia e inteligência.
A imortalidade física é realística? Sim, se honrarmos o seguinte.
Os três segredos básicos da imortalidade física são:
  1. Permanecer em Deus – Energia Infinita, e Fonte – o tempo todo. Tenha pensamentos e uma Vida pura.
  2. Curar a ânsia de morte. Curar a ânsia de morte pode nos levar através das mais desagradáveis emoções dos pensamentos de suicido e homicídio – nós precisamos sobreviver às ilusões em nossa própria mente e alcançar a sabedoria e a felicidade.
  3. Manter o nosso corpo de energia limpo e equilibrado com as práticas simples e prazerosas de purificação espiritual com mente, terra, ar, água, fogo e amor.
Quando nós comemos temos que lavar as louças, etc. Quando a nossa casa fica suja, nós temos que limpá-la. Nós também temos que lavar nossas roupas. Quando o nosso corpo de energia (também chamado de corpo emocional) fica sujo ao absorver a poluição da energia emocional quando nos envolvemos com pessoas, ou em nosso processo de autocura, nós precisamos nos limpar emocional e espiritualmente. É um processo diário. Asseio espiritual é Energia e Paz.
Se nós cuidamos do processo de limpeza da poluição, nós nos tornamos mais vivos a cada dia. Se nós perdemos o jogo da purificação espiritual, nós nos tornamos mais mortos a cada dia. Vitória ou vítima?
Um dos indicadores é o fenômeno do abdômen de guru. O chakra do plexo solar é o chakra social e a poluição da energia emocional pode ser coletada fisicamente na forma de gordura em volta do umbigo – ela é às vezes chamada de gordura psíquica.
Outro indicador é a rigidez. Um corpo sobrecarregado vai ficando cada vez mais rígido, todos os dias e todos os anos, até que nós ficamos rígidos como um cadáver – e somos enterrados. Quando nós absorvemos a ânsia de morte das outras pessoas, nós ficamos deprimidos, sentimo-nos suicidas, temos tendência à raiva, ficamos aborrecidos e temos sonhos violentos. A consciência de vítima em todas as suas formas é um sinal de ânsia de morte.
Eu vou finalizar este artigo com uma idéia que é um milhão de vezes mais importante do que a imortalidade física, e é a fonte da maestria pessoal ou da miséria e morte. É a seguinte: “A Energia se torna naquilo que ela pensa”. Sua energia pessoal é o Espírito Eterno – Deus Dentro – sua divindade natural.
Esta Energia Eterna Infinita é inútil e impotente sem o pensamento e ainda assim ela é o poder do pensamento. Seu potencial ilimitado é somente potencial até que ele seja ativado e dirigido pelos seus pensamentos. A Energia é comandada pelo pensamento.
O Poder Infinito comandado por pensamentos de fraqueza podem produzir infinita fraqueza. O Poder Infinito comandado por pensamentos íntegros e saudáveis produzem integridade infinita, saúde e segurança – além da segurança – paz e prazer. Pensamentos de morte produzem morte. Pensamentos de Vida Eterna produzem a imortalidade física e a maestria do corpo. O corpo é Energia materializada pelo pensamento; não pensamento passivo, mas pensamento ativo; pensamento em movimento. Seu corpo físico e seu corpo emocional foram construídos a partir de milhões de pensamentos em ação. Para se tornar um mestre, você agora precisa pegar os pensamentos e mudá-los com os tipos de ações que produzem os resultados que você quer. Todos nós somos cientistas e nosso corpo é o laboratório. Vários nutrientes foram criados por seres pensantes para produzir certos efeitos no corpo. Alguns destes relacionamentos de causa e efeito são simples e alguns são bem complexos. E o jejum simples é a rota direta para a pureza da Energia Infinita. Entretanto, é também possível morrer de fome por motivos espirituais. Temos que aprender a equilibrar e ter bom senso. Hoje em dia, morrem mais pessoas por comer em excesso do que por fome.
A penitência é divertida! Mudar as nossas mentes é a maior aventura eterna de todos os seres divinos inteligentes.
Divertir-se com a sua Energia do Espírito, sua Mente Divina, e seu Corpo Infinitamente Belo é tudo o que a Vida Eterna é.
Divirta-se!
FONTE: Leonard Orr


sexta-feira, 1 de abril de 2011

ABANDONAR O BARCO OU NÃO?


Neste último mês venho tendo questionamentos profundos sobre alguns fatos que estão ocorrendo e outros em andamento devido a transição planetária.
Muitos blogs, muitos textos, muitas pessoas se perdendo em um vasto mar de informações e contra informações devido a grande agitação mental das pessoas, a medida que se intensificam estas mudanças no planeta. São dias de luta, principalmente sobre si mesmo e se firmar no amor incondicional e evolução da consciência é o melhor caminho neste momento.

É importante reconhecer nosso papel neste momento planetário e entender a seriedade do trabalho espiritual que viemos auxiliar aqui. Ninguém é melhor que ninguém, ninguém está aqui para guiar ninguém e por mais que existam pseudos ''seres guias de luz'' aparentemente, estão é confundindo cada vez mais a mente das pessoas principalmente as que seguem certas crenças de resgate, salvação, escolhidos e etc.,


Somos consciências infinitas a caminho da evolução e este é o tempo do entendimento. No planeta existem várias raças extraterrestres encarnadas cada uma realizando o serviço a que vieram, cabe a nós descobrirmos o nosso. Se queremos um mundo melhor, evoluído com o AMOR sendo a única forma existente entre os povos, temos que focar esta meta e ir rumo a nossa mais profunda inconsciencia através da meditação e autoconhecimento para desenvolvermos nossa missão.


Muitos seres não tem consciência de quem são, para onde vão ou o que estão fazendo aqui, e o tempo corre nesta terceira dimensão e quase não dá mais para fazer perguntas. O caminho é o do silêncio e do amor incondicional, através disto a consciência surge e transparece na natureza, na nossa vida, nos nossos semelhantes e ao nosso redor...


Abandonar o barco é o pensamento que está na cabeça da maioria dos irmãos cansados da própria guerra mental. A mente é o campo de batalha das polaridades não devemos dar ouvido a ela e o caminho é o do coração e do silêncio para que a verdadeira consciência cósmica da liberdade, nos conduza nesta transição para realizarmos a missão do AMOR.


O planeta precisa de nós, o cosmos escolheu cada partícula para estar exatamente aqui e agora...Só temos que confiar no amor cósmico incondicional e na consciência infinita. Há muito tempo esta esfera planetária está sob o domínio de seres a serviço da involução e nossa missão é combater isto não com guerras mas com o mais puro amor a tudo e todos...OS 4 ÁS:
AGRADEÇA, ACEITE, AUXILIE, AME...